quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Engenharia Civil



Chegamos enfim a Engenharia que todo mundo associa quando ouve a palavra "engenheiro". Sim caros amigos, para o pessoal da inclusão digital, todo engenheiro é civil, e digo mais, é civil que trabalha com construção, para muitos o engenheiro civil é aquele carinha com o capacete branco, com uma roupa mais arrumada para diferenciá-lo dos pedreiros. O que o povão da inclusão não sabe, é que o engenheiro civil pode fazer muito mais além de ficar nas obras "metendo a mão na massa"

Após essa introdução, fiquei com sono. Porisso vou postar aquele velho ctrl+v que tou fazendo com as engenharias.

ENGENHARIA CIVIL


O aquecimento do mercado imobiliário brasileiro nos últimos anos segue influenciando a grande procura por engenheiros civis. "Antes, o mercado estava interessado em profissionais para a compra e verificação de terrenos; agora os engenheiros mais requisitados são os que atuam na área de produção, ou seja, os que ficam nas obras coordenando projetos e equipes de trabalho”, explica o engenheiro Gilson de Oliveira Santos, coordenador de obras da construtora Tecnisa, de São Paulo (SP).Quem faz o curso de Engenharia Civil tem pela frente várias possibilidades de atuação profissional.Além de projetar, gerenciar e executar obras como casas, edifícios, pontes, viadutos, estradas,barragens, canais e portos, o engenheiro civil tem como atribuição a análise das características do solo, o estudo da insolação e da ventilação do local e a definição dos tipos de fundação.

O profissional pode desenvolver projetos, trabalhar no canteiro de obras ou ainda dedicar-se à administração de recursos prediais, gerenciar a infraestrutura e a ocupação de um edifício. Entre os setores apontados por profissionais da área como muito promissores, está o de petróleo e gás. "Essas áreas terão investimentos em obras de grande porte, como gasodutos, refinarias, plataformas, navios e estaleiros", diz Henrique Andion, diretor da construtora OAS. Segundo ele, muitas oportunidades de trabalho nos próximos anos surgirão nos setores de energia e de saneamento básico. Para ter destaque nessa área, entretanto, é preciso boa dose de dedicação. "O setor requer profissionais disponíveis a todo o momento para viagens e muito trabalho", diz Henrique. "Também é preciso ter carisma para trabalhar com pessoas, especialmente operários de obras, ser otimista, perseverante e o principal: saber observar e entendera obra como um todo."

O mercado de trabalho

O mercado da engenharia civil vive um bom momento. "Praticamente todos os alunos formados no último ano aqui na faculdade puderam escolher as empresas onde estão trabalhando",conta Teresinha Bonuccelli, coordenadora do curso de Engenharia Civil da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Uma das alavancas para a profissão é o Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal, que abriu milhares de postos de trabalho na construção de estradas, aeroportos, moradias, infraestrutura e planejamento urbano. E a previsão para os próximos anos, apesar da atual crise financeira, é boa: com a Copa do Mundo de2014 se aproximando, a consequência natural é a criação de ainda mais empregos.Além de botar a mão na massa, gerenciando canteiros de obras, o engenheiro civil é solicitado para desenvolver atividades no escritório, fazendo cálculo de estruturas, elaborando orçamentos e planejamentos e desenvolvendo projetos. Órgãos públicos e ONGs que atuam em áreas relacionadas a saneamento básico e à infraestrutura em geral também têm portas abertas. A maioria das vagas está na capital e no interior de São Paulo, além de Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pará e Goiás, mas há postos de trabalho em todo o Brasil. "Muitas empresas de construção civil de porte médioa grande com sede em outros estados e filiais em São Paulo têm contratado nossos ex-alunos para trabalhar em outras regiões do país. Há boa procura também por estagiários e trainees",destaca Teresinha.

O Curso

Disciplinas como matemática, física, estatística, desenho e lógica são o forte do currículo. Portanto, prepare-se para exercitar suas habilidades em cálculo e desenho. Há atividades em laboratório e matérias das áreas de administração e economia que ensinam técnicas e métodos de gerenciamento de projetos e equipes. Nos três anos finais, você cursa disciplinas mais ligadas às áreas de especialização escolhidas: estruturas, construção civil, hidráulica e saneamento, transportes ou geotecnia. Para obter o diploma, o estágio é obrigatório. Em algumas escolas também se exige um trabalho de conclusão de curso. Há instituições que oferecem formação direcionada a uma habilitação, como estruturas ou transportes.

O que você pode fazer

  • Construção urbana Projetar, construir e reformar prédios e grandes instalações, como estádios esportivos, shopping centers e aeroportos.  
  • Estruturas e fundações Projetar e edificar fundações e estruturas de madeira, aço ou concreto, que dão apoio às construções, calculando o material necessário e as dimensões da obra.  
  • Gerência de recursos prediais Manter em ordem a infraestrutura de prédios e estabelecer padrões de qualidade, ocupação e uso do espaço.  
  • Hidráulica e recursos hídricos Projetar, gerenciar e executar obras de barragens, canais, reservatórios, sistemas de irrigação, drenagem ou obras costeiras.  
  • Saneamento Fazer o projeto e construir obras de saneamento básico, como redes de captação e distribuição de água e estações de tratamento de água e esgotos.  Transportes Projetar e construir obras de infra-estrutura, como rodovias, ferrovias, viadutos, portos, metrôs e viadutos.

6 comentários:

  1. Caro sr. Leu, autor deste blog:
    Boa tarde.

    Meu nome é Barbara Bastos, sou jornalista, e atuou como repórter e colunista da Revista Folha da Praia,um períodico que circula em toda região sul da Bahia.
    Estamos fazendo um especial sobre construção civil.
    Fazendo minhas pesquisas sobre o tema, descobri seu blog.
    Gostaria de saber se sua formação profissional é em engenharia. Caso seja, gostaria de fazer uma pequena entrevista via e-mail. São apenas 03 perguntas, que o senhor responde, encaminhado juntamente com uma foto sua e uma breve desccrição sobre sua formação (cursos de especialização, etc). Colocarei as perguntas aqui
    1- A carreira de Engenheiro é promissora? Por que?
    2- O momento econômico atual favorece a ascenção da carreira de engenheiro?
    3- Que tipo de profissional o mercado valoriza?
    Peço apenas que responda com a maior brevidade possível, e aradeceria muito se fosse para amanhã. Estamos no fechamento da revista, correndo contra o tempo.
    Desde já coloco-me à disposição para qualquer esclarecimento, via email:bbastosb@hotmail.com
    ou tel: (73) 8811949
    Atenciosamente,
    Barbara Bastos

    ResponderExcluir
  2. Bah não sei desenhar, mas também sei que eu vou estudar e serei um ótimo engenheiro civil.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o blog!
    Cara, você não faz ideia do quanto eu negligenciei matemática, física, químa durante a vida toda. Cheguei na faculdade sem saber pitágoras, o que é fatal, hahaha. Mas, agora é a hora.
    Show o blog =D

    ResponderExcluir
  4. cara eu curso engenharia civil eu posso fzr a pós em quais cursos??

    ps.: nao quero dar aula.

    ResponderExcluir
  5. Sou estudante de Engenharia Civil, este curso é fantástico existe tantas formas de atuação.Simplesmente perfeito!

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post. Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir