quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Engenharia Mecânica


O que realmente a engenharia mecânica significa? Que você vai trabalhar numa auto-peças autorizada? Que você vai mexer com muita graxa e usar macacões? Não não, relaxe! A engenharia mecânica é uma das engenharias que mais tem aplicações e campo de trabalho. você pode por exemplo se especializar em solda, e ganhar bastante dinheiro com isso, pois o mercado é muito amplo e os profissionais são muito escassos, você pode se juntar a um engenheiro eletrônico e trabalhar menos e produzir mais do que um engenheiro mecatrônico, enfim, essa é uma das engenharias que eu tenho mais admiração e pretendo levar isso em consideração quando eu for escolher a minha engenharia.

Agora com vocês aquele velho Ctrl+V como eu fiz com mecatrônica.


ENGENHARIA MECÂNICA

É a área da engenharia que cuida do desenvolvimento, do projeto, da construção e da manutenção de máquinas e equipamentos. O engenheiro mecânico desenvolve e projeta máquinas, equipamentos, veículos, sistemas de aquecimento e de refrigeração e ferramentas específicas da indústria mecânica. Também supervisiona sua produção. Calcula a quantidade necessária de matéria-prima, providencia moldes das peças que serão fabricadas, cria protótipos e testa os produtos obtidos. Organiza sistemas de armazenagem, supervisiona processos e define normas e procedimentos de segurança para a produção. Controla a qualidade, acompanhando e analisando testes de resistência, calibrando e conferindo medidas. Pode dedicar-se às vendas. Costuma trabalhar com engenheiros eletricistas, de materiais, de produção e de automação e controle, na montagem e automação de sistemas, na manutenção de aeronaves e na indústria de eletroeletrônicos.

O mercado de trabalho


A atual crise econômica mundial tem tido reflexos no mercado de trabalho de várias categorias profissionais aqui no Brasil, entre elas a de engenheiros mecânicos. Segundo o professor Marcelo Alves, coordenador do curso de Engenharia Mecânica da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), o cenário deve se normalizar em breve. "É importante lembrar que quem entra hoje numa escola de engenharia só irá para o mercado dentro de, pelo menos, cinco anos. Nesse período, o cenário econômico será diferente", afirma. "Além disso, sempre há posições para engenheiros com formação mais qualificada", complementa. Um aspecto que pesa a favor dos engenheiros mecânicos é seu vasto campo de atuação. "Esse engenheiro pode trabalhar na área de projeto, bem como nos setores de produção, manutenção e gestão de praticamente todos os ramos da indústria, como o automotivo, que é forte em São Paulo, de máquinas e equipamentos, crescente no Rio Grande do Sul, e petróleo e gás, promissor no Nordeste", afirma. Também há postos de trabalho em empresas dos setores sucroalcooleiro, alimentício, siderúrgico, aeronáutico e químico. As melhores possibilidades de trabalho para esse graduado estão nos centros mais industrializados do país, como a região do Grande ABC, em São Paulo, Porto Alegre (RS), Camaçari (BA), que tem uma unidade da Ford, Campinas e São José dos Campos, ambas no interior paulista.MBA, cursos de educação continuada, pós graduação e até doutorado colaboram para as boas conquistas profissionais, principalmente para aqueles especialistas que pretendem atuar na área de desenvolvimento tecnológico.

O curso

Além das disciplinas básicas de engenharia, entre elas física e matemática, o aluno assiste a aulas de termodinâmica, mecânica dos fluidos, transmissão de calor, resistência de materiais, processos de transformação, vibrações e sistemas mecânicos. Há muita atividade em laboratório, como desenvolvimento de ensaios e de protótipos e estudo de combustíveis alternativos e de tecnologia de ponta. Prepare-se para desenvolver sua habilidade em desenho, indispensável para o projeto de máquinas. Muitas escolas direcionam a formação para uma especialidade, como aeronaves e armamentos.

O que você pode fazer

  • Máquinas e equipamentos Projetar e coordenar a fabricação de moldes para ferramentas, máquinas e dispositivos para testes de resistência mecânica. 
  • Pesquisa e desenvolvimento Fazer protótipos de máquinas e realizar testes de produtos, para determinar modificações necessárias.
  • Processos Pesquisar e desenvolver produtos e gerenciar as diversas etapas de sua fabricação.
  • Projeto Planejar e instalar linhas de produção e fazer adaptações nas já existentes.  
  • Vendas técnicasAcompanhar a comercialização da produção e dar suporte técnico aos clientes.

     

 Bom, espero ter ajudado, mais tarde volto com mais posts!

5 comentários:

  1. Muito bom o post, bem informativo. Valeu!

    Vou começar engenharia mecânica esse ano e estou bastante ansioso. Pretendo trabalhar na área de aeronáutica (manutenção de aeronaves), mas para isso, depois do curso, acho que vou ter fazer alguma pós ou mestrado na área pra me especializar ainda mais.

    Comecei a acompanhar o blog esses dias e estou gostando bastante. Continue postando! :)

    ResponderExcluir
  2. a parte aeronáutica é uma parte muito boa cara, a UFPE tem um projeto de aeromodelismo no qual 3 alunos foram selecionados ano passado para trabalhar na airbus!

    ResponderExcluir
  3. Bha!! será que com experiência em manutenção em aeronaves(CHT da ANAC) mais o curso de engenharia é bem visto pelas empresas,

    ResponderExcluir
  4. Tenho uma grande dúvida um Engenheiro mecânico com MBA pode trabalhar como Engenheiro de produção?

    ResponderExcluir
  5. muitoo bom estou em duvida entre eng. mecânica e mecatrônica, isso ajudou muito
    vlw.

    ResponderExcluir